Sarandi,

“Não vou dar a Outra Face”: Campanha contra a violência à mulher acontece em Sarandi

Quinta, 29 Novembro 2018. Postado em Noticias

 

 

No último dia 23, a Prefeitura de Sarandi em parceria com a Secretaria de Assistência Social (SAS) e o CRAM Viva Flor de Sarandi realizaram o evento “16 dias de Ativismo pelo fim da Violência à Mulher” na Casa da Cultura.

 

A campanha "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência à Mulheres" reúne várias ações desenvolvidas pelas secretarias de assistência à população, a campanha é realizada anualmente pela Organização das Nações Unidas (ONU) e têm como objetivo alertar a população sobre a necessidades de ouvir e acreditar nas vítimas sobreviventes e, principalmente, colocar fim à cultura do silêncio que impede a quebra do ciclo de atos violentos e abusivos contra as mulheres no país.

 

Na ocasião o Prefeito Walter Volpato esteve presente da primeira-dama Lúcia Volpato e deu total apoio para que as ações continuem sendo realizadas em Sarandi "A proteção à mulher é necessária, ela deve ter suporte para todo tipo de violência, seja ela psicológica ou física e trabalhos como esse são de extrema importância" ressalta Volpato.

 

As atividades não acabaram, o CRAM e a SAS continuam realizando círculos de palestras em todo o município, a fim de realizar e abranger o maior número de pessoas realizando um trabalho contínuo de conscientização.

 

Origem

 

Os 16 dias de ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, segundo a ONU Mulheres Brasil.

 

No Brasil, a Campanha ocorre desde 2003 e é chamada 16+5 Dias de Ativismo, pois incorporou o Dia da Consciência Negra, de acordo com a Procuradoria Especial da Mulher. A mobilização termina em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Cerca de 150 países participam da campanha.

 

A data é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas” e assassinadas em 1960 por fazerem oposição ao governo do ditador Rafael Trujillo, que presidiu a República Dominicana de 1930 a 1961, quando foi deposto.

 

Rafael Marri Cecilio

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE SARANDI

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (44) 3264-8684

Sarandi realizou a 1ª edição do FEMUSA

Segunda, 12 Novembro 2018. Postado em Noticias

 

No último final de semana, a Secretaria Municipal de Juventude, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (SEJUV) em Parceria com a Prefeitura de Sarandi realizou nos dias 09 e 10 de novembro a primeira edição do FEMUSA, o Festival de Música de Sarandi na Casa da Cultura.

 

Na primeira noite do evento ocorreram doze apresentações de Sertanejo raiz, música da identidade brasileira desde 1910 que sobrevive ainda hoje como as conhecidas rodas de viola cujo som é dominante.

 

Já no segundo dia as apresentações foram abertas, com diversos gêneros musicais, como pop, samba entre outros. A turma da terceira idade do “Projeto Vida Ativa” esteve presente em peso, a alegria contagiou a plateia que se fez presente nos eventos.

 

A intenção da Secretaria é continuar com o evento nos próximos anos, o incentivo à cultura no município, que tem total apoio do Prefeito Walter Volpato “A cultura é parte da nossa vida, a música é uma característica da nossa história”.

IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Segunda, 12 Novembro 2018. Postado em Noticias

 

A nona edição da Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o tema que será discutido é: "Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências." o evento está sendo organizado pelo CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Sarandi e a Secretaria Municipal de Assistência Social de Sarandi/PR . O objetivo deste evento é :Mobilizar os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos - SGD (Vara da Infância, Promotorias, Conselho Tutelar, CMDCA) , crianças, adolescentes, entidades que atuam com crianças e adolescentes no município e a sociedade para a construção de propostas voltadas para a afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias/ações de enfrentamento às violências e considerando a diversidade.

 

Contaremos com a ilustre Dra.Vera Lúcia Tieko Suguihiro - Doutora em Serviço Social, atualmente é professora associada da Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área da criança e do adolescente, com ênfase principalmente nos seguintes temas: criança e adolescente, conselhos de direitos e tutelares, violência, políticas públicas, criminalidade juvenil e orçamento público na área da criança e do adolescente. É também pesquisadora e presta assessoria e elaboração de projetos técnico e social na área de habitação e políticas urbanas.

Acontecerá no Dia 20/11/2018 das 08:30 `as 16:30 min no Salão Paroquial da Igreja São Paulo Apóstolo.

GM começa a utilizar drone para auxiliar no combate às drogas

Quinta, 08 Novembro 2018. Postado em Noticias

 

Na tarde de ontem (07) a Secretaria de Segurança e a Guarda Municipal de Sarandi receberam um drone no valor de R$ 6.500,00 que auxiliará nas ações preventivas ao combate ao tráfico de drogas no município.


O Secretário de Segurança, Joel Inglês, diz que o monitoramento feito do alto será de grande auxílio “A Guarda Municipal de Sarandi, começa a utilizar o drone para as investigações e auxiliar as forças de segurança, e assim a GM já começa a monitorar os pontos de venda de entorpecentes, eventos e qualquer outra situação que seja necessário a utilização desse equipamento”.

O investimento é de R$ 6.500,00 destes R$ 5.400,00 são do drone e R$ 1.100 na compra de um tablet que irá auxiliar nas gravações e armazenagens das abordagens que serão realizadas. A compra dos aparelhos foi através do sistema de licitação.


O equipamento já está homologado e atuará dentro das especificações permitidas pelo fabricante e da própria ANATEL.

 

 

 


Rafael Marri
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE SARANDI
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (44) 3264-8684

 

CRAM Viva Flor realiza projeto de Justiça Restaurativa

Quarta, 31 Outubro 2018. Postado em Noticias

 

Nesta semana, foi realizada a 1ª Mostra de Justiça Restaurativa do Centro de Referência e Atendimento à Mulher Viva Flor de Sarandi, conduzido pela Drª Cláudia Costa Lopes.


O projeto que vem sendo desenvolvido no CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher)  de Sarandi têm como iniciativa a observação da realidade das mulheres que são auxiliadas pela organização.

 

A advogada mediadora extrajudicial e professora universitária, Cláudia Costa Lopes diz que o trabalho deve ser de colaboração “Nós acreditamos que é possível, colaborar com essas mulheres por meio da resolução de conflitos que elas enfrentam, e hoje é o primeiro círculo dessa medida de Justiça restaurativa” explica.

 

A metodologia de Justiça restaurativa está sendo implantada com as (os) funcionárias (funcionários) que já trabalham com as mulheres que recebem as instruções do CRAM, essa colaboração tem o objetivo de solucionar de forma mais rápida os problemas.

 

As mediadoras hoje são um grupo de nove mulheres, que estarão disponíveis para a realização do atendimento às necessidades que possam surgir durante o processo de assistência às vítimas, seja da área social, profissional e até mesmo jurídica, sendo uma equipe multidisciplinar.

 

A Diretora de Proteção Social Especial de Media Complexidade do CRAM, Ana Paula Rodrigues Gonçalves, diz que essa parceria é uma inciativa nova “Estamos nessa perspectiva, com a realização  dos servidores envolvidos nesse trabalho, que a gente possa compreender para que esse projeto seja aplicado à população” explica Ana Paula.

 

O que é o CRAM?

 

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) é um espaço destinado a prestar acolhimento e atendimento humanizado às mulheres em situação de violência, proporcionando atendimento psicológico e social e orientação e encaminhamentos jurídicos necessários à superação da situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher.

 

Trata-se, portanto, de um espaço estratégico da política paranaense de enfrentamento à violência contra as mulheres que desenvolve seu trabalho por meio de uma atuação articulada com instituições governamentais e não governamentais que integram a Rede de Atendimento às Mulheres.

 

O CRAM fica localizado na Rua Castro Alves, n° 2688 – Jd. Ouro Verde e atende pelo telefone: 3126-9625.

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE SARANDI
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(44) 3264-8684

NOTÍCIAS

Videos

  • Roçadas serão realizadas em Escolas Municipais e CMEI’s
  • Falta da água: esclarecimentos
  • Prefeitura Municipal de Sarandi trabalha para a recuperação dos estragos causados pela chuva
  • Parque Residencial Nova Aliança: Asfalto se torna realidade no Bairro
  • Parque Residencial Nova Aliança: Asfalto se torna realidade no Bairro
  • Sarandi realiza Festival de Folia de Reis em janeiro
  • Prefeitura começa a realizar publicações no Diário Oficial dos Municípios do Paraná
  • Alistamento Militar: prazo vai até junho
  •  Recesso funcional
  • Convite: Audiência Pública
  • Sarandi é o município mais transparente do Paraná e o 7º do Brasil
  • Estudantes do 4º ano da Escola Municipal Sagrada Família participam de Projeto de rádio
Prefeitura do Município de Sarandi-Pr.
Rua: José Emiliano de Gusmão, 565 - Centro
CEP. 87111-230 Fone/Fax: (44) 3264 - 8600
CNPJ: 78.200.482/0001-10
Sarandi-Pr./2018