Sarandi,

“Não vou dar a Outra Face”: Campanha contra a violência à mulher acontece em Sarandi

Quinta, 29 Novembro 2018. Postado em Noticias

“Não vou dar a Outra Face”: Campanha contra a violência à mulher acontece em Sarandi

 

 

No último dia 23, a Prefeitura de Sarandi em parceria com a Secretaria de Assistência Social (SAS) e o CRAM Viva Flor de Sarandi realizaram o evento “16 dias de Ativismo pelo fim da Violência à Mulher” na Casa da Cultura.

 

A campanha "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência à Mulheres" reúne várias ações desenvolvidas pelas secretarias de assistência à população, a campanha é realizada anualmente pela Organização das Nações Unidas (ONU) e têm como objetivo alertar a população sobre a necessidades de ouvir e acreditar nas vítimas sobreviventes e, principalmente, colocar fim à cultura do silêncio que impede a quebra do ciclo de atos violentos e abusivos contra as mulheres no país.

 

Na ocasião o Prefeito Walter Volpato esteve presente da primeira-dama Lúcia Volpato e deu total apoio para que as ações continuem sendo realizadas em Sarandi "A proteção à mulher é necessária, ela deve ter suporte para todo tipo de violência, seja ela psicológica ou física e trabalhos como esse são de extrema importância" ressalta Volpato.

 

As atividades não acabaram, o CRAM e a SAS continuam realizando círculos de palestras em todo o município, a fim de realizar e abranger o maior número de pessoas realizando um trabalho contínuo de conscientização.

 

Origem

 

Os 16 dias de ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, segundo a ONU Mulheres Brasil.

 

No Brasil, a Campanha ocorre desde 2003 e é chamada 16+5 Dias de Ativismo, pois incorporou o Dia da Consciência Negra, de acordo com a Procuradoria Especial da Mulher. A mobilização termina em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Cerca de 150 países participam da campanha.

 

A data é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas” e assassinadas em 1960 por fazerem oposição ao governo do ditador Rafael Trujillo, que presidiu a República Dominicana de 1930 a 1961, quando foi deposto.

 

Rafael Marri Cecilio

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE SARANDI

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / (44) 3264-8684

Submit to FacebookSubmit to Google Plus
  • SEMUTRANS realiza sinalização viária no Jd. Rio de Janeiro
  • PROCON Sarandi e IPEM realizam fiscalizações em postos de combustíveis
  • Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural se reúne para discutir problemas do setor
  • Prefeito Walter Volpato solicita recursos para melhorias no trânsito da BR 376
  • Procon Sarandi orienta consumidores sobre ressarcimento por dano a aparelho em queda de energia
  • Autarquia de Águas de Sarandi terá sede própria
  • IPTU 2019: Contribuintes podem acessar boleto online
  • Semana DASN MEI de 11 à 22 de Fevereiro
  • Delegado Adriano Evangelista assume a Delegacia de Sarandi
  • Secretaria Municipal de Assistência Social e CRAM realizarão palestras nos colégios estaduais de Sarandi
  • Agência do Trabalhador (SINE) tem horário de atendimento diferenciado
  • Jardim Tropical terá o maior poço artesiano de Sarandi
Prefeitura do Município de Sarandi-Pr.
Rua: José Emiliano de Gusmão, 565 - Centro
CEP. 87111-230 Fone/Fax: (44) 3264 - 8600
CNPJ: 78.200.482/0001-10
Sarandi-Pr./2018